quinta-feira, 19 de maio de 2016

O brilho das estrelas

Existem coisas na vida que nos viciam, e você me fez conhecer uma dessas, é algo que eu não posso comparar a nada, nunca tive algo parecido, mas eu tenho fé e esperança que depois dessa febre eu vou sobreviver.
Sei que estou parecendo estar louca e que minhas atitudes não negam isso, mas eu estou presa a algo que deixa tudo ao meu redor nebuloso e perigoso, mas eu estou rezando, com as mãos no coração pra no fim poder sobreviver a tudo isso.
Depois de parar para analisar, pude ver que você me deixou em pedaços, mas pedaços que brilham como as estrelas que todas as noites gritam no céu pedindo socorro e iluminando como planetas, só que você desapareceu e me deixou aqui, esperando você atender ao meu pedido de socorro.
Cada milésimo de segundo é uma tortura, mas eu continuo com as mãos no coração, rezando para esse inferno acabar e sinto que não está longe de acontecer por que estou analisando todas as maneiras possíveis de te deixar para trás.
No mesmo instante que pareço ter encontrado as saídas, observo a cama fria, você não está aqui, e o futuro que temos é tão incerto que eu não conseguirei viver enquanto você não me ligar. Todas as minhas apostas serão contra as apostas corretas, todas as apostas boas o meu nome estará do lado contrario.
Guarde os conselhos, depois de me deixar não preciso mais deles, você pode estar certo, mas eu simplesmente não me importo por que existe um milhão de motivos para que eu possa te deixar nesse mesmo instante e saídas é o que não falta, mas o coração que o que ele quer.
Isso é Romeu e Julieta atual, é um conto de fadas moderno, sem finais felizes, sem armações que dão errado por que aqui simplesmente está tudo predestinado a dar errado, não tem vento soprando as velas do barco mas o bom é que não consigo imaginar a minha vida sem aventuras, sem momentos de tirar o fôlego e que irão fazer eu me arrepender depois.
Eu aceito ter momentos que podem acabar comigo, e você?