domingo, 1 de novembro de 2015

Desculpas aceitas...

Sim, eu fui a melhor coisa que já aconteceu na sua vida, mas como você mesmo disse, eu não recebi o devido valor. Fiz céus e infernos diferentes, fiz sol e lua, eu era engraçada, gostava de seus amigos, acredito que fui a melhor pessoa que você pôde ter.
Eu era escrota, vivia na sua roda de amigos, eu era doce e as vezes até mesmo recebia elogios falando que eu tava linda, mas isso só me importava quando vinha de você.
Existem mil desculpas que podem ser usadas, você nunca foi moleque, muito pelo contrario, sempre foi bastante centrado, mas as vezes você tinha ciência demais dos seus atos, que acabou esquecendo a sua verdadeira essência, o seu verdadeiro eu.
Abandonei amizades que não nos fazia bem, virei noites por você, comprei presentes para você, te enchi de mimos, gastei mundos e fundos para falar com você.
Mas, faz muito tempo desde que isso aconteceu, sei lá, uns 3 anos talvez? Esse ano tentei reaproximação, e vi um garoto diferente centrado, e te dei uma nova chance , você por contrario do que pensa, não foi babaca, eu fui, sabe por que? Por acreditar no amor eterno, por acreditar no "pra sempre". Mas isso não aconteceu.
Realmente, esperei uma amizade depois que tudo acabasse, fui ao seu encontro varias vezes, movi céus e infernos novamente por você, até que cansei. Da ultima vez que te esperei você não apareceu, e quando eu estava indo te vi atravessando a rua. Depois você me procurou e brigamos novamente, já não sabia mais o que fazer.
Depois disso lhe encontrei pouquíssimas vezes, mas por que eu precisava de você, peguei aquela velha agenda e fui dar uma olhada, lembrei da bolada e da resposta mal dada. É, realmente o tempo passou.
Nada vai se repetir, amigos é apenas isso. Não quero sofrer uma terceira vez, mas não é fácil...
Não é fácil rever o passado, como também não é fácil prever o futuro, mas de uma coisa eu sei, eu te desculpo.