domingo, 5 de março de 2017

É só eu te ver...



Todo mundo fala de inspiração, todo mundo precisa de músicas. Talvez apenas uma melodia em uma noite longa, nos faça perceber que nessa vida, nós não temos nenhuma garantia de que as coisas vão ser fáceis, tão pouco quando o mundo todo parece virar contra você.
Você aparece para mim como um sonho, como as cores que compõem um caleidoscópio, e é assim que eu tenho a prova que tenho tudo que eu preciso, você não sabia? Cada respiração que eu dou. É lindo.
Todas as vezes que você aparece, eu quase posso enxergar meus sonhos, mas tem uma voz em minha cabeça que sempre diz “você nunca vai alcançá-lo”, eu sigo em frente, mas a cada passo que eu dou, cada movimento, tudo, sempre parece que estou perdia, sem direção. Minha fé parece abalada, mas não, eu vou continuar tentando, sempre vou manter minha cabeça erguida.
Ando tendo oportunidades, ando enfrentando lutas, tudo isso as vezes pode me derrubar, mas não, isso não significa que estou falhando, ninguém pode pensar isso. Existe aqueles momentos que eu vou lembrar mais, e para viver eles novamente só preciso continuar, preciso permanecer forte e apenas, continuar.
Sempre haverá altos e baixos, sempre haverá montanhas e eu sempre vou querer movê-las, uma vai ser sempre mais difícil que a outra, as vezes eu terei que perder, mas a lógica não é o quão rápido eu chego lá ou se vou ganhar ou perder, a lógica é sobre querer te ver quando eu alcançar.
Sim, quando meu mundo está caindo aos pedaços e não existe sequer uma luz para quebrar a escuridão eu imagino te ver, e então eu sinto as ondas inundando o litoral, eu consigo encontrar o caminho de casa. É quando eu olho pra você que eu vejo o perdão, a verdade, o fato que você me ama por eu ser quem eu sou, eu observo as estrelas, e te vejo ali também, então eu sinto. Não estou sozinha.