quinta-feira, 20 de abril de 2017

Dica De Quinta: Caixa De Pássaros

Hey People!! No Dica De Quinta de hoje venho trazer pra vocês uma resenha maravilhosa de um livro maravilhoso, e antes de mais nada vale ressaltar que esse foi um dos melhores livros que eu já li.
"Num mundo em que não podemos abrir os olhos uma venda
não é tudo que temos para nos defender?"

   Título: Caixa de Pássaros
   Autor: Josh Malerman
   Páginas: 272
   Editora: Intrínseca
   


Sinopse: Romance de estreia de Josh Malerman, “Caixa de Pássaros” é um thriller psicológico tenso e aterrorizante, que explora a essência do medo. Uma história que vai deixar o leitor completamente sem fôlego mesmo depois de terminar de ler.
Basta uma olhadela para desencadear um impulso violento e incontrolável que acabará em suicídio. Ninguém é imune e ninguém sabe o que provoca essa reação nas pessoas. Cinco anos depois do surto ter começado, restaram poucos sobreviventes, entre eles Malorie e dois filhos pequenos. Ela sonha em fugir para um local onde a família possa ficar em segurança, mas a viagem que tem pela frente é assustadora: uma decisão errada e eles morrerão. 

A história gira em torno de Malorie que recentemente descobre uma gravidez indesejada, mas tem uma vida normal com sua irmã, porém, tudo começa a mudar após o relato de um ataque na Rússia, de um homicídio, seguido de um suicídio,  e depois desse ataque vira uma 'epidemia' e vários ataques acontecem até chegar bem próximo ao local onde Malorie vive. Muitas teorias giram em torno do por que as pessoas estão fazendo isso, e uma delas é o relato de que as pessoas que cometeram suicídio viram algo a ponto de deixar elas loucas e matar alguém e logo em seguida se matar, e então começa o caos, as pessoas começam a se proteger da única forma que podem, ou seja, mantendo os olhos fechados. Dentro desse caos, cinco anos se passam e os sobreviventes veem o mundo somente pela escuridão mantendo os olhos fechados. 
Gente, Caixa de Pássaros é um livro que sem dúvidas, faz o leitor se embarcar na aventura e se manter aflito sobre como tudo pode dar errado no mundo e as pessoas se deixarem levar ou o oposto disso. Mesmo após o final do livro eu não consegui parar de pensar sobre ele, e sobre como o mundo pode mudar o tempo todo, deixando o pior das pessoas aparecerem, ou quem sabe o melhor. 
A narrativa do livro encontra-se em primeira pessoa na voz de Malorie, intercalando entre o passado e o presente, ou seja, como tudo começou e as coisas 'nos dias atuais'. É uma leitura que apesar de ser angustiante e psicologicamente desesperadora, em alguns pontos é rápida e maravilhosa. E a minha dica é, leia ele de uma vez só, em um dia, uma noite ou até mesmo em uma madrugada, e vocês não vão se arrepender.
"Disseram a eles que poderiam enlouquecer.
Então eles enlouqueceram."