quinta-feira, 23 de abril de 2015

Comum

Não me leve a mal, mas eu amo quem eu sou e como eu sou, não quero ser ingrata mas sei que falar isso soa um pouco estranho, eu realmente amo o papel que desempenho, a vida que eu levo, mas com tanta pressão fica sempre um pouco complicado.
Tudo parece tão simples, mas são de repente tão longe do alcance, sempre desejo que todos possam ver de uma outra forma, ver de baixo como as coisas são, queria que todos pudessem entender que eu sou apenas uma garota comum como todas outras.
Eu sou preguiçosa, fico entediada, me assusto, fico feliz, fico triste, fico boba, mas as vezes eu me sinto ignorada e nesses momentos eu simplesmente me atrapalho com minhas próprias palavras por que elas simplesmente não conseguem expressar o que eu realmente quero dizer.
Eu tenho sonhos como qualquer outra garota, eu faço promessas, eu tento acreditar que qualquer coisa pode acontecer nesse mundo para uma garota comum como eu, que apenas deseja ser feliz e não ser mais uma excluída em um circulo de amigos
Eu e você, todas nós somos pessoas comuns, sempre perguntam como você está, dizem olá e um breve adeus ao partir por que é sempre a pior parte e se você prolongar com certeza vai ser invadido por uma imensidão de tristeza que não vai te deixar bem depois, isso são sintomas de uma pessoa comum.
Miss Popular, sempre conhecida, basta levantar a mão e todos estão fazendo o que ela quer, eu não quero ser esse tipo de garota, sou comum não quero ficar melhor. Um dia vou fazer  posa para a capa de uma revista, mas não vou ser diferente do que sou hoje, vou receber de volta todas as minhas atitudes e conhecer mais pessoas.
Quem sabe um pouco de sorte para ir em um longo caminho, por isso não me preocupo com o que as pessoas dizem, até por que o vento pode soprar um pouco mais forte e levar bem mais longe uma garota comum como eu e como você.